Um novo ciclone extratropical deve se formar entre sexta-feira e sábado com reflexo entre a costa do Rio Grande do Sul e do Uruguai. No entanto, por causa de sua distância, a mais de 400 quilômetros da costa gaúcha, as conseqüências para a Defesa Civil não serão tão grandes como as verificadas no fenômeno que atingiu o Estado no dia 3 de maio, ressaltou a Somar Meteorologia, em nota.

No sábado, os ventos podem chegar a 125 quilômetros por hora apenas em alto mar. "Portanto, a atenção deve ficar reservada às embarcações de pequeno porte", observou o instituto. "Na região costeira, os ventos são mais fracos, mesmo assim, as rajadas podem chegar aos 90 quilômetros por hora nas praias do litoral sul do Estado."
No começo do mês, um ciclone extratropical foi acompanhado de chuva intensa e ventos. Rios transbordaram causando alagamentos, o temporal provocou pane na rede elétrica e 18 municípios gaúchos decretaram situação de emergência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.