Novela erra localização de cidade e provoca revolta de políticos

Personagens dizem que Bonito fica em Mato Grosso, e não em Mato Grosso do Sul. Autoridades dizem que erro gera prejuízo

Helson França, iG Mato Grosso |

A gafe ocorrida durante a exibição de um capítulo da novela “Insensato Coração”, envolvendo a cidade de Bonito, em Mato Grosso do Sul, irritou políticos locais e reacendeu a discussão pela mudança de nome do Estado. Tudo porque num diálogo entre os personagens Pedro (vivido pelo ator Eriberto Leão) e Luciana (a atriz Fernanda Machado), o rapaz convidou a moça, reiteradas vezes, a ir para Mato Grosso, onde poderiam mergulhar nas águas de Bonito - a principal riqueza turística de Mato Grosso do Sul, o Estado vizinho.

A Fundação de Turismo do Estado enviou uma carta ao autor da novela, Gilberto Braga, pedindo “possíveis reparações, pois a cidade de Bonito está situada em Mato Grosso do Sul e não em Mato Grosso, como deu a entender no diálogo”.

Na carta, assinada pela secretária de Turismo de Mato Grosso do Sul, Nilde Brun, ainda consta que “a informação equivocada gera prejuízos ao Estado e aos turistas que, mal informados, vão procurar a cidade de Bonito no Estado de Mato Grosso”.

O deputado estadual Paulo Duarte (PT) defende que o governo aplique uma punição contra a rede Globo, com cortes de verbas publicitárias. O equívoco geográfico, segundo ele, acarreta em prejuízos à economia do Estado, sobretudo a Bonito. "O governo de Mato Grosso do Sul é um dos maiores anunciantes da emissora e tem um instrumento forte de protesto. Duvido que a Globo erraria de novo, se o governo suspendesse por um mês os anúncios", disse o deputado petista.

A revolta das autoridades sul mato-grossenses é acentuada pelo fato de não ser a primeira vez que Gilberto Braga faz confusões entre os nomes dos dois Estados. Em 2004, durante um capítulo da novela “Celebridade”, a personagem de Malu Mader também disse que iria para Mato Grosso, visitar Bonito.

Devido aos sucessivos equívocos envolvendo os nomes dos dois Estados, desde o ano passado a discussão sobre uma possível mudança de nome de Mato Grosso do Sul ganhou força. O deputado estadual Antônio Arroyo (PR) apresentou um projeto estabelecendo as regras para se fazer um plebiscito. Entre as sugestões mais cotadas estão os nomes “Estado do Pantanal” e “Estado do Cerrado”.

O secretário de Turismo de Bonito, Augusto Mariano, informou que “não adianta decidir nada no calor da emoção”. “Isso volta à tona principalmente quando acontecem confusões, como ocorreu na novela”, disse. Segundo ele, se o projeto de alteração de nome for mesmo levado adiante, tem ser realizado com calma, com fóruns de discussão, analisando os prós e contras da mudança.

Independentemente disso, o secretário acha que o governo deveria investir mais em marketing em Mato Grosso do Sul. “Bonito é mais conhecido que o Estado. Nunca foi feito um trabalho de marketing maciço para fixar uma coisa à outra”, observou.

Procurada, a TV Globo disse que só se manifestaria após ser formalmente informada pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

    Leia tudo sobre: Mato GrossoMato Grosso do SulBonitoTV Globo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG