Nova prova do Enem vai custar R$ 31,9 milhões

A contratação da gráfica RR Donnelly Moore para imprimir a nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sem necessidade de licitação foi confirmada pelo Diário Oficial da União de ontem. A gráfica receberá R$ 31,9 milhões pelo trabalho de impressão, manuseio, embalagem, rotulagem, e entrega à Empresa Brasileira de Correio e Telégrafos (ECT) dos cadernos e provas destinados aos exames que serão realizados nos dias 5 e 6 de dezembro.

Agência Estado |

Segundo o Diário Oficial, o Inep justificou a decisão de contratar a empresa alegando ter pesquisado no mercado "as gráficas com a certificação necessária que pudesse executar integralmente o objeto". A decisão é ratificada pelo presidente do Inep, Reynaldo Fernandes, e o coordenador de despesas do órgão, Claudio Francisco Souza de Salles.

As provas, que serão aplicadas a mais de 4 milhões de estudantes, tiveram que ser adiadas depois que O Estado de S. Paulo revelou que o exame tinha vazado. Cinco pessoas já foram indiciadas pela Polícia Federal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG