Nova prisão de Dantas deixa sociedade perplexa, diz Múcio

Ao comentar a decisão da Polícia Federal (PF) ao decretar a prisão preventiva do dono do grupo Opportunity, Daniel Dantas, nesta tarde, o ministro das Relações Institucionais, José Múcio, afirmou que cabe exclusivamente à Justiça manter preso ou não os investigados da Operação Satiagaha, que investiga crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, entre outros. Porém, para Múcio, o fato de decretar prisão e conceder habeas corpus em pouco tempo deixa a sociedade perplexa.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

Uma hora prende. Outra hora solta. É difícil de entender. Acho que na realidade só quem conhece os instrumentos do poder judiciário é que consegue acompanhar o resultado, disse nesta quinta-feira.

Durante entrevista, o ministro ressaltou que a investigação feita pela PF, que culminou na prisão de 17 pessoas, entre elas o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e do investidor Naji Nahas, não tem envolvimento do governo. O governo não opina. É decisão tomada por um juiz e que deve com certeza ser acatada, declarou.

    Leia tudo sobre: daniel dantasprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG