Nos hospitais, 72% dos pacientes não se alimentam corretamente

Pesquisa da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (SBNPE) aponta que 72% dos pacientes internados nos hospitais não se alimentam corretamente. O estudo Nutridia foi realizado com 842 pessoas, em 25 hospitais públicos e privados, de 11 Estados mais o Distrito Federal.

Agência Estado |

“As principais razões apresentadas para a não consumação das refeições foram falta de apetite, ter perdido o horário da refeição, pois estava realizando algum exame ou cirurgia no momento, e não ter gostado do sabor da comida oferecida”, diz Maria Cristina Gonzalez, coordenadora do Nutridia Brasil.

Quanto ao risco nutricional, 37,4% dos pacientes não tinham avaliação no prontuário médico. “Entre os pacientes que apresentavam esta avaliação, 60,3% apresentavam-se em risco nutricional, ou seja, já estavam desnutridos ou tinham risco de desenvolver desnutrição durante sua internação. Em relação à perda de peso, 58,6% dos entrevistados referiram ter perdido peso nos últimos três meses, sendo que a maioria perdeu entre 2 a 3 quilos ou não sabia informar quantos quilos havia perdido”, afirma José Spolidoro, presidente da SBNPE.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da SBNPE, o Nutridia tem como meta conscientizar profissionais da saúde sobre a alimentação adequada na recuperação do paciente e fazer uma alerta sobre o alto número de desnutrição hospitalar. Segundo edições anteriores do Nutrition Day na Europa, o desenvolvimento de desnutrição associada à doença de base aumenta em 50% o tempo de internação, o que significa seis dias a mais de hospitalização e um aumento de quatro vezes no risco de morte desses pacientes, em relação aos que não apresentam desnutrição durante o período hospitalar.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG