Nomes dos vencedores do Grammy Latino são guardados a sete chaves em Houston

Houston (EUA.), 13 nov (EFE).

EFE |

- O resultado da votação dos membros da Academia Latina das Artes e Ciências da Gravação para o Grammy Latino é hoje o segredo mais bem guardado em Houston, sem que tenha havido qualquer vazamento com os nomes dos ganhadores.

Tanto os indicados quanto os ganhadores são escolhidos pelos 4 mil membros da organização em 32 países, em processo de votações supervisado pela Deloitte, em Los Angeles (Califórnia).

Com grande expectativa entre os indicados, Houston amanheceu hoje com céu nublado e com pouca chuva, algo que segundo as previsões pode se prolongar até esta tarde e afetar a passagem das celebridades pelo tapete verde que antecede à grande cerimônia.

A premiação, que exibirá todo o glamour das estrelas latinas, será apresentado por Bárbara Bermudo e Giselle Blondet, e será precedida por um espetáculo de cerca de três horas de duração.

O maestro espanhol Luis Cobos, recentemente nomeado membro da junta diretiva da Academia Latina da Gravação, espera que a premiação "tenha muita repercussão" e sirva para reconhecer o talento e a criatividade dos músicos, já que é "uma grande vitrine".

"A Academia cresce a um ritmo vertiginoso e estes atos confirmam isso", disse à Agência Efe.

Já o porto-riquenho José Feliciano afirmou que concorrer ao Grammy Latino "já é um triunfo". O músico aparecerá no palco junto à cubano-americana Gloria Estefan, premiada ontem à noite com o prêmio de Pessoa do Ano da Academia Latina da Gravação, e ao guitarrista mexicano Carlos Santana. EFE mg/ab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG