No RS, Lula diz que espera obter diploma universitário

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem durante visita à Fundação Universidade Federal de Rio Grande (Furg), para divulgar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que espera obter um diploma de nível superior quando deixar a Presidência. Para tanto, aproveitaria uma das faculdades que pretende inaugurar até o fim do mandato. Lula cumpriu extensa agenda de compromissos no Rio Grande do Sul, sempre ao lado da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

Agência Estado |

Não pude fazer (faculdade), num primeiro momento, porque não tive condição. No segundo momento, porque eu estava casado. No terceiro momento, porque era dirigente sindical. No quarto momento, porque virei presidente do PT. No quinto momento, porque virei presidente da República, disse o presidente, no discurso em Rio Grande (RS). Quem sabe no sexto momento, quando eu não for mais nada, quem sabe eu possa conseguir, através da universidade aberta, meu diploma, completou.

O presidente voltou a negar que suas viagens pelo País para divulgar obras do PAC tenham objetivo eleitoral e reiterou que manterá seu roteiro, independentemente da corrida municipal de outubro.

Para mim, é o seguinte: eu não tenho eleição para presidente. Portanto, o que tenho são muitos investimentos do governo federal. E nós estamos viajando agora e vamos continuar viajando depois, disse Lula, que é alvo de ação do DEM no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder. Na avaliação do partido, o presidente usa eventos oficiais para criticar a oposição e beneficiar eleitoralmente os aliados da base do governo, prejudicando a oposição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG