No Rio, Santos Dumont opera por instrumentos após ficar fechado por 1h

O Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, ficou fechado para pousos por cerca de uma hora na manhã desta quarta-feira devido aos ventos fortes e à chuva que voltaram a atingir a cidade. No momento, o aeroporto opera com a ajuda de instrumentos.

iG São Paulo |


Arte iG

Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), as operações de pousos ficaram inoperantes das 6h às 7h08. As saídas eram feitas com auxílio de instrumentos.

Por conta do fechamento, dois voos da empresa aérea TAM foram alternados para o Aeroporto Antonio Carlos Jobim (Galeão), que também chegou a operar com o auxílio de instrumento. Porém, desde as 9h, está com a operação no visual.

Atrasos

De acordo com a Infraero, até as 11h, do total de 53 voos programados para decolar do Santos Dumont, 11 (20,8%) foram cancelados e 12 (22,6%) tiveram atrasos superiores a uma hora. 

No Galeão, estavam previstos 47 voos até as 11h, sendo que 7 (14,9%) atrasaram. Não houve cancelamentos.

AE
Chuva no Rio

Deslizamento causado pela chuva no Morro dos Prazeres, no Rio Comprido

Ponte Aérea Rio-SP

O aeroporto de Congonhas, na zona Sul de São Paulo, registou, por volta das 8h30 desta quarta-feira, atrasos nos voos vindos do Rio de Janeiro. Segundo informações da Infraero, dois voos - um do aeroporto Santos Dumont e outro do Galeão - atrasaram cerca de 40 minutos para aterrisar em São Paulo. 

Diariamente, cerca de 120 voos acontecem na chamada Ponte Aérea, entre São Paulo e Rio. Na terça-feira, ao menos 35 voos com destino ao Rio foram cancelados por causa das chuvas na cidade.

Nesta quarta-feira, conforme a Infraero, do total de 72 voos previstos até para decolarem de Congonhas até as 11h, 13 (16,7%) tiveram atrasos e 4 (5,1%) foram cancelados.

(*com informações da Agência Estado)

Leia também:

Dramas e relatos

    Leia tudo sobre: aeroporto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG