No rádio, Dilma destaca preocupação com educação

A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, iniciou seu dia no Rio, onde deve acompanhar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em dois compromissos oficiais, com uma longa entrevista no programa popular do apresentador Francisco Barbosa, na Rádio Tupi AM. Mesmo procurando se afastar da condição de pré-candidata do PT à presidência, o que era lembrado a todo momento pelo apresentador, deixou clara a intenção de valorizar a saúde e especialmente a educação como plataforma de sua campanha.

Agência Estado |

Dilma, sempre ressaltando que só será lançada candidata oficialmente em fevereiro, destacou o lado social da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), com construção maciça de Unidades de Pronto Atendimento (UPA), e prometeu "um PAC da creche e um PAC do ensino superior". "Um tem tudo a ver com o outro. Para ter uma boa creche, é preciso ter uma universidade para formar bons professores", afirmou.

A ministra disse que não se pode falar no Brasil potência mundial sem boa formação de crianças e jovens. "Para a gente estar entre as cinco maiores, é pré condição educar o povo com qualidade. O grande desafio é fazer avançar o que construímos no nosso governo", declarou.

Saúde

A uma pergunta sobre a disposição para enfrentar a campanha, depois de ter se submetido ao tratamento de câncer, no ano passado, a ministra respondeu: "Nunca me senti com tantas forças. Viver para mim é a oportunidade mais importante".

Dilma comemorou o fato de não precisar mais usar peruca. "Estou muito feliz que meu cabelo cresceu, tirei a tal da peruca!"

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG