No Piauí, metrô volta a operar depois de dois descarrilamentos

Segundo estimativa da CMTP, cerca de 36 mil usuários foram prejudicados com a paralisação

AE |

selo

O metrô de Teresina, no Piauí, que ficou interditado por três dias após dois descarrilamentos, voltou a operar normalmente na manhã desta quinta-feira. A primeira viagem da composição aconteceu às 6 horas.

Segundo estimativa da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), cerca de 36 mil usuários foram prejudicados com a paralisação. A linha, que tem 13,5 quilômetros de distância, liga a região sudeste ao centro da cidade.

O motivo da interdição foi o descarrilamento de uma locomotiva com quatro vagões na manhã de segunda-feira, em cima da ponte no bairro Ilhotas, na zona sul da cidade. O acidente ocorreu bem próximo ao local do último descarrilamento, registrado há duas semanas.

De acordo com o diretor administrativo da CMTP, Antônio Sobral, a principal suspeita para os descarrilamentos é o excesso de chuva na capital. Segundo a empresa, os acidentes podem ter ocorrido em consequência de os dormentes estarem encharcados, o que faz com que as juntas dos trilhos se afastem.

Ao todo, foram trocados emergencialmente no trecho com problemas 100 dormentes, até que um novo edital para manutenção da linha seja reaberto, o que deve acontecer no próximo mês. Segundo a CMTP, o primeiro edital para a recuperação da via foi lançado no começo do mês, mas sem procura.

    Leia tudo sobre: metrôparalisaçãopiauídescarrilamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG