No Maranhão, 5 BRs ainda estão fechadas por conta da chuva

Cinco rodovias federais que cortam o Maranhão ainda estão interditadas em decorrência dos recentes temporais no Estado. A pior situação é verificada na BR-316.

Agência Estado |

A força do rio Tapuio destruiu, no último dia 25, a ponte de 17 metros no quilômetro 415, em Alto Alegre. O superintendente Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Gerardo Freitas Ferreira, afirmou que o Exército enviará uma ponte móvel do Rio Grande do Sul para restabelecer a travessia provisoriamente. No entanto, não há previsão de quando a estrutura chegará ao território maranhense.

Outra alternativa pode ser o escoamento de água por bueiros. Nesse caso, a liberação do local pode ocorrer dentro de 48 horas. O DNIT estima que a reconstrução da ponte e do trecho de 13 metros de pista arrancado pela água pode levar seis meses. Revoltados com a interrupção da passagem, caminhoneiros realizam manifestações. "Há cerca de 900 caminhões parados. Os motoristas têm feito seguido protestos. Ora eles interromperam o tráfego das canoas, ora o de intersecções com outras BRs", afirmou Ferreira.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a BR-222 apresenta três pontos fechados parcialmente: no quilômetro 259, no povoado Bombasa; no 211, em Itapecuru Mirim, cujo alagamento permite somente a passagem de ônibus e caminhões; e no quilômetro 450, em Santa Luzia do Tide, onde é possível apenas a travessia de carros. A circulação também foi prejudicada no quilômetro 281 da BR-010, entre Imperatriz e Açailândia, no quilômetro 286,2 da BR-226, na região de Barra do Corda, e no quilômetro 57 da BR-402, no povoado da Prata.

    Leia tudo sobre: maranhão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG