Brasil tem 3º maior índice de mortalidade infantil na América do Sul" / Brasil tem 3º maior índice de mortalidade infantil na América do Sul" /

No Brasil, gravidez na adolescência supera média da América Latina

BRASÍLIA - De acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado nesta quarta-feira, o Brasil tem a segunda maior taxa de gravidez entre jovens de 15 a 19 anos da América do Sul. Para 2008, o índice aponta 89 nascimentos para cada 1000 mulheres nesta faixa etária no País. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/11/12/brasil_tem_terceiro_maior_indice_de_mortalidade_infantil_na_america_do_sul_2109787.html target=_topBrasil tem 3º maior índice de mortalidade infantil na América do Sul

Redação |

Acordo Ortográfico

Na América Latina e Caribe, a média de adolescentes gravidas é de 76 para mil. O Brasil também está acima da média da América Sul, que registra 78 nascimentos para cada mil adolescentes. Entre os países vizinhos, apenas a Venezuela supera o índice brasileiro, com 90 gravidezes para cada mil mulheres entre 15 e 19 anos.

Os dados são do Relatório sobre a Situação da População Mundial em 2008, elaborado pelo Fundo da População das Nações Unidas (UNFPA). O estudo ainda indica que o Brasil tem a terceira maior taxa de mortalidade infantil da América do Sul, com 23 mortes em cada 1000 nascidos vivos.

Considerando todo o continente americano, a mortalidade infantil brasileira supera a de países como El Salvador, Nicarágua e Panamá. Na América do Sul, somente Bolívia e Paraguai tem taxas maiores do que a brasileira, com, respectivamente, 45 e 32 mortes em cada mil nascimentos.

Nos indicadores sobre educação, o Brasil também perde para os vizinhos regionais. Segundo dados da Unesco de abril de 2008, 11% da população feminina e 12% da masculina acime de 15 anos é analfabeta. Argentina, Chile e Uruguai apresentam taxas entre 3% e 4%.

No quisito de universalização do ensino, no entanto, o Brasil registra, entre os países da América do Sul, as maiores taxas de matrículas de meninas e meninos em idade adequada no ensino fundamental.    

Leia mais sobre: gravidez na adolescência , mortalidade infantil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG