Nem Igreja Nossa Senhora da Achiropita escapa de ladrões

Quadrilha sequestrou funcionária da paróquia e roubou R$ 100 mil

AE |

selo

Uma quadrilha com cinco pessoas foi responsável pelo sequestro de uma funcionária da Paróquia Nossa Senhora Achiropita, no Bexiga, e pelo roubo de R$ 100 mil em 23 de agosto. A quantia foi arrecadada na tradicional festa da igreja e seria destinada a obras sociais. Enquanto três homens dominavam a vítima na rua, outros dois abordavam seguranças no templo. Ao chegar com a mulher, eles a obrigaram a abrir o cofre.

Investigadores do 5.º Distrito Policial (Aclimação), onde o caso foi registrado, aguardam imagens do sistema de câmeras para tentar identificar os ladrões. "Não roubaram da igreja, mas de mais de mil pessoas que se alimentavam daquela casa. São pessoas de 0 a 90 anos", lamentou Maria Emília Ponte, integrante da equipe organizadora da 84.ª Festa de Nossa Senhora Achiropita.

Segundo o relato da vítima aos policiais civis, a ação começou às 6h15, em um bairro vizinho ao da Bela Vista, onde fica a igreja. A vítima contou ter sido jogada dentro de um Fiat Uno cinza. Além de ser ameaçada de morte, o bando disse que iria agredir sua família, caso o crime desse errado.

A funcionária foi procurada duas vezes pela reportagem, mas não quis falar sobre o caso. Ela disse que não tinha autorização e estava nervosa. A chave da casa dela também foi roubada durante a ação.

No dia 29 de agosto, foi realizado o encerramento da 84.ª Festa de Nossa Senhora Achiropita, com show pirotécnico ao anoitecer. No site do templo, divulga-se que a festa reúne, em média, 200 mil pessoas.

Para Walter Taverna, presidente da Sociedade de Defesa das Tradições e Progresso do Bexiga (Sodepro), o episódio foi "lamentável. "O que aconteceu foi um absurdo. A Achiropita é uma igreja que presta ajuda para moradores de rua, tem creche, e esse assalto com certeza a prejudicou." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG