O ministro das Comunicações, Hélio Costa, disse nesta segunda-feira que está mais tranquilo em relação às negociações com o PT para o lançamento de uma candidatura da base governista ao governo de Minas Gerais. Já estou dormindo mais tranquilo. As negociações vão muito bem.

Costa disputa com o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) e o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, a indicação da aliança PT-PMDB para concorrer ao Palácio da Liberdade.

AE
Hélio Costa no "1° Fórum Democracia & Liberdade de Expressão", em São Paulo

O ministro das Comunicações tem liderado as pesquisas de intenção de voto no Estado e disse na semana passada que seria inviável um palanque duplo da base governista em Minas. Costa evitou comentar a denúncia da revista IstoÉ que envolve Pimentel no caso do "mensalão" do PT. O ministro disse que não conhece os termos da denúncia. "É prematuro fazer qualquer prejulgamento desses processos que estão tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF)."

Pimentel divulgou uma nota no fim de semana condenando a denúncia da revista, que, segundo ele, não tem base sólida. No comunicado, o ex-prefeito de Belo Horizonte disse que nunca foi inquirido, arrolado ou denunciado por qualquer ligação com o "mensalão" do PT. Costa participou, em São Paulo, do Fórum Democracia e Liberdade de Expressão, realizado pelo Instituto Millenium.

Protesto

Cerca de 30 pessoas realizavam um protesto na frente do local onde ocorre o fórum contra a criminalização dos movimentos sociais.

Com narizes de palhaço, os manifestantes carregavam faixas pedindo liberdade de expressão e criticando grandes redes de rádio e televisão do País.

Leia mais sobre: Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.