SÃO PAULO - Por unanimidade, a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou nesta terça-feira o recurso no qual Suzane von Richthofen contestava a liberação da herança dos seus pais, Marísia e Manfred von Richthofen, apenas para seu irmão, Andreas.

Segundo o STJ, o motivo foi a falta de documentos. O relator do caso era o ministro Fernando Gonçalves.

Suzane cumpre pena de 39 anos de prisão pelo assassinato dos seus pais, em outubro de 2002. Seu ex-namorado Daniel e o irmão dele, Cristian Cravinhos, também participaram do crime. Marísia e Manfred von Richthofen foram mortos a golpes de barra de ferro, na casa em que a família vivia.

Leia mais sobre: Suzane von Richthofen

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.