Neblina fechou aeroportos em Campinas e Porto Alegre

Uma forte neblina provocou o fechamento hoje dos aeroportos de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, e Salgado Filho, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A suspensão prejudicou o funcionamento dos terminais, que acumulam os maiores números de atrasos no País.

Agência Estado |

No aeroporto paulista, nenhum avião pôde aterrissar das 6 às 9 horas. Com isso, até as 15 horas, 17 voos atrasaram mais de 30 minutos, o equivalente a 65,4% dos 26 programados. Outros 2 acabaram cancelados (7,7%).

O aeroporto Salgado Filho interrompeu as operações entre 5h05 e 9h10. Neste horário, foram liberadas as partidas. Os pousos voltaram a ocorrer às 9h45. O resultado foi o acúmulo de 16 atrasos em 43 voos, o que corresponde a 37,2% do total. Cinco voos foram cancelados.

Em todo o País, incluindo os dados citados acima, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) contabilizou 92 atrasos (9,9%) e 35 cancelamentos (3,8%) em 932 voos.

No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, de 134 voos, 9 atrasaram (6,7%) e 6 foram cancelados (4,5%). O aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, registrou 2 atrasos em 78 voos, além de 4 cancelamentos.

No Rio de Janeiro, o aeroporto do Galeão teve 7 atrasos em 83 voos.

Em Brasília, no aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, 5 dos 68 voos atrasaram e 2 foram cancelados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG