Navio cargueiro que encalhou em banco de areia na Baía de Guanabara se solta

RIO DE JANEIRO ¿ O navio cargueiro carregado de contêineres que encalhou na Baía de Guanabara, na manhã desta terça-feira, já se soltou por causa da elevação do nível do mar. A embarcação da companhia suíça MSC Pragui, de mais de 200 metros e de bandeira liberiana, ficou preso em um banco de areia na altura da Praça Mauá, zona portuária do Rio.

Redação |

AE

Navio cargueiro ficou encalhado em um banco de areia na Baía de Guanabara

De acordo com a Companhia Docas, que administra o porto do Rio, o navio não seguiu a rota indicada e acabou saindo do canal de navegação. A Capitania dos Portos irá apurar os motivos que levaram ao erro. Entre as possíveis causas está uma manobra mal feita pelo prático do cargueiro.

Agentes da secretaria estadual do Ambiente sobrevoaram a baía para verificar a iminência de um acidente ambiental que poderia ser provocado pelo navio. Porém, nada foi constatado. De acordo com a Capitania dos Portos, que também fez a vistoria, a carga de contêineres carregada pelo navio não era tóxica ou explosiva.

A empresa MSC, proprietária do navio, informou à Docas que a profundidade da embarcação é de 11 metros, compatível com o canal de navegação da Baía. O navio seguia para o cais de São Cristóvão.

Veja também:

Leia mais sobre: navios encalhados


    Leia tudo sobre: baía de guanabaraencalhadonavio cargueiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG