Namorada de Abramovich abre novo museu de arte moderna em Moscou

Por Amie Ferris-Rotman e Catherine de Pury MOSCOU (Reuters) - A estilista e ex-modelo Daria Zhukova inaugurou nesta terça-feira uma nova galeria de arte numa garagem de ônibus vanguardista em Moscou, acompanhada de seu namorado, o bilionário russo Roman Abramovich.

Reuters |

Uma dúzia de ambientes interligados, com pé direito alto e pisos de madeira, formam o 'Garagem, Centro de Cultura Contemporânea', um espaço sem fins lucrativos que abriga arte russa. Situado perto do centro de Moscou, o espaço será dirigido por Zhukova.

'É maravilhoso que Moscou finalmente tenha um espaço que possa fazer exposições de arte contemporânea e onde pessoas possam vir para curtir a criatividade', disse Zhukova, que nasceu em Moscou em 1981 e mudou-se para os EUA ainda criança, em entrevista à Reuters TV.

A galeria está sendo inaugurada com uma retrospectiva do duo artístico ucraniano formado pelo casal Emilia e Ilya Kabakov. O Garage é o maior espaço de artes de Moscou, tem área maior que um campo de futebol (790 metros quadrados) e ostenta colunas gregas brancas em sua fachada.

'Historicamente, a Rússia sempre foi patrona das artes, então talvez o interesse pela Rússia esteja crescendo', disse Zhukova no café da galeria, cujas paredes são recobertas de pôsteres da era soviética.

Zhukova disse que o museu Tate Modern, em Londres, foi uma 'grande inspiração' para o Garage, que tem um grande salão aberto com tubulações expostas e foi construído em 1926-27 pelo arquiteto russo Konstantin Melnikov.

'Isto vai definitivamente elevar o valor do cenário artístico de Moscou', disse Joseph Backstein, curador da mostra dos Kabakov e organizador da segunda bienal de artes de Moscou, no ano passado, que destacou a arte contemporânea internacional.

Os pisos encerrados e ambientes delicadamente iluminados da galeria formam um contraste marcante com a galeria Tretyakov, em Moscou, onde obras-primas de Vasily Kandinsky e Marc Chagall ocupam salas com pouca segurança e vazamentos no telhado.

Zhukova se negou a informar quanto custou a nova galeria, mas disse que a verba veio de 'patrocínio privado' e que, no futuro, a galeria pretende se autofinanciar através de um programa de filiação e serviços de museu.

Especula-se que Roman Abramovich, que é dono do clube de futebol londrino Chelsea e ganhou bilhões de dólares com petróleo e commodities, foi quem financiou o projeto.

Nos últimos dez anos o interesse pela arte e cultura russas vem crescendo no país e no exterior, acompanhando a alta da economia do país.

Artigos da grife Kova&T, de Zhukova, foram vistos sendo usados por estrelas de Hollywood, e oligarcas russos no exterior vêm usando suas fortunas imensas para comprar obras de arte de seu país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG