Na volta às aulas, SP tem lentidão abaixo da média

As vias de São Paulo registravam 23 quilômetros de congestionamento às 15h44 de hoje, dia de voltas às aulas e o primeiro de aplicação do rodízio municipal de carros para caminhões no centro expandido. O índice tem permanecido abaixo da média em todas as faixas de horário desde o início do dia.

Agência Estado |

O pico foi de 48 quilômetros, às 9h30. O mais baixo, 10 quilômetros, foi registrado no início da manhã. Até o momento, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não divulgou um balanço das multas aplicadas a caminhoneiros que despeitaram a medida.

Hoje, não podem circular no centro expandido da capital paulista veículos de placas com finais 1 e 2, das 7 às 10 horas e entre 17 e 20 horas. A restrição também abrange as vias que delimitam o anel viário - as marginais do Tietê e do Pinheiros, Complexo Viário Maria Maluf, Viaduto Grande São Paulo, Rua das Juntas Provisórias e avenidas Bandeirantes, Salim Farah Maluf, Affonso D'Escragnolle Taunay, Presidente Tancredo Neves e Professor Luís Ignácio de Anhaia Mello.

Três delas, aliás, reuniam os três piores pontos de lentidão na tarde de hoje. A Marginal do Tietê estava com morosidade por 4 quilômetros nas pistas expressa e local, no sentido da Rodovia Ayrton Senna, entre as rodovias dos Bandeirantes e Castelo Branco. A Anhaia Mello apresentava trânsito ruim por 2,2 quilômetros, entre o Viaduto Grande São Paulo e a Avenida Salim Farah Maluf, no sentido centro. Na Juntas Provisórias, a fila de engarrafamento atingia 1,9 quilômetro, a partir do Viaduto Grande São Paulo, no sentido Vila Prudente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG