escolhas corretas - Brasil - iG" /

Na TV, Lula diz que é preciso fazer escolhas corretas

Em sua mensagem de Natal, transmitida em cadeia de rádio e televisão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que é preciso fazer escolhas corretas para que as conquistas de seu governo avancem ainda mais. O mesmo modelo que venceu a crise foi o que permitiu a implantação do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do pré-sal e do Minha Casa, Minha Vida, três dos maiores programas do mundo em obras e benefícios, que estão gerando milhares de empregos no presente e vão gerar milhões no futuro, afirmou.

Agência Estado |

"Por tudo isso, temos a grande responsabilidade histórica de fazer com que essas conquistas avancem ainda mais. E só podemos garantir isso com muito esforço, muito trabalho e com atenção plena, fazendo as escolhas corretas e tomando as decisões certas, nas horas certas."

Lula citou como conquistas do "modelo que venceu a crise" a geração de 12 milhões de empregos com carteira assinada em 7 anos e a entrada de "20 milhões de brasileiros na classe média". Destacou ainda que 31 milhões de pessoas saíram "da faixa de pobreza absoluta, ajudando a formar um dos mercados internos mais dinâmicos do mundo".

Empregos

O presidente lembrou que, no ano passado, foi à televisão para falar da crise que atingia o País e pedir aos brasileiros que não deixassem de consumir. Ele creditou ao "povo brasileiro" a superação da crise. "O povo brasileiro mostrou, mais uma vez, que é um povo unido, solidário, corajoso e capaz de enfrentar com tranquilidade as situações mais difíceis. Acompanhou o governo e fez a sua parte, segurando o tranco e mantendo a economia em movimento. Com isso, todos saímos ganhando. Fomos um dos últimos países a entrar na crise e um dos primeiros a sair."

Ao prometer um 2010 "excelente, com crescimento forte da economia e a criação de milhões de empregos", Lula disse que a prioridade agora é estimular investimentos. "Se no ano passado anunciamos medidas de estímulo ao consumo, agora nossa ênfase é reforçar o investimento e, assim, fazer a roda da economia girar de forma saudável e sustentada. Quando o investimento cresce, a produção também cresce, o emprego e o consumo aumentam, e aí a economia precisa de mais investimentos para continuar girando." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG