A campanha ainda não está nas ruas oficialmente, mas o discurso dos candidatos à Presidência já começam a tomar corpo. Na viagem de três dias ao Rio Grande do Sul, a ex-ministra Dilma Rousseff falou a empresários da região durante almoço na última quinta e sexta-feira dos principais programas do governo Lula e que serão bandeiras de sua campanha. O Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família e PAC 2 dominaram o cardápio. O Programa de Aceleração do Crescimento, inclusive, foi parar na sala de aula do Centro de Cuidados Nossa Senhora da Paz, em Caxias de Sul." / A campanha ainda não está nas ruas oficialmente, mas o discurso dos candidatos à Presidência já começam a tomar corpo. Na viagem de três dias ao Rio Grande do Sul, a ex-ministra Dilma Rousseff falou a empresários da região durante almoço na última quinta e sexta-feira dos principais programas do governo Lula e que serão bandeiras de sua campanha. O Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família e PAC 2 dominaram o cardápio. O Programa de Aceleração do Crescimento, inclusive, foi parar na sala de aula do Centro de Cuidados Nossa Senhora da Paz, em Caxias de Sul." /

Na sala de aula, Dilma ensina PAC 2

http://images.ig.com.br/ult_us/selo_eleicoes.jpg align=leftA campanha ainda não está nas ruas oficialmente, mas o discurso dos candidatos à Presidência já começam a tomar corpo. Na viagem de três dias ao Rio Grande do Sul, a ex-ministra Dilma Rousseff falou a empresários da região durante almoço na última quinta e sexta-feira dos principais programas do governo Lula e que serão bandeiras de sua campanha. O Minha Casa, Minha Vida, Bolsa Família e PAC 2 dominaram o cardápio. O Programa de Aceleração do Crescimento, inclusive, foi parar na sala de aula do Centro de Cuidados Nossa Senhora da Paz, em Caxias de Sul.

Andréia Sadi, enviada ao Rio Grande do Sul |

Acompanhada por assessores e políticos locais,  Dilma foi recebida pela população local na última quinta-feira.  Assistiu  à apresentação de uma banda de jovens, ouviu projetos dos gestores do local e, na hora de agradecer o convite, falou da segunda fase do PAC para uma plateia de jovens de 6 a 16 anos, professores e jornalistas.

"Uma coisa que tentamos fazer no PAC 2 nós chamamos de praça do PAC. É um pouco o que estou vendo aqui", disse a ex-ministra aos jovens do espaço. "Projeto em que jovens, crianças e até pessoas da terceira idade possam participar de uma ação comunitária que você combine cultura, teatro e espaço como cinema", explicou Dilma.

O PAC 2 é um pacote que amarra projetos novos e velhos sob nova embalagem. Tem foco em grandes cidades, com o objetivo de atrair os votos das regiões metropolitanas do Sul e do Sudeste, onde a oposição está na frente na disputa com a petista. 

Fora do ambiente empresarial, Dilma manteve o discurso formal. Sem a companhia do padrinho político, o presidente Lula, falou de geração de empregos logo após ter sido apresentado ao "mago", gestor da escola que incentiva o hábito. Fantasiado, ele questionou os presentes se já haviam lido a sua obra do dia. Na hora de responder, a ex-ministra garantiu: "eu leio todo dia".

Na fase pré-campanha, a coordenação quer testar Dilma junto ao eleitorado. Programou uma série de viagens para garantir vitrine para a ex-ministra até junho, quando será oficializada a campanha.

Sem a exposição oferecida por eventos oficiais como o PAC 2, a coordenação da campanha quer levar Dilma a encontros com  movimentos sociais e militantes em diversas cidades do País para aquecer o período e promover debates.

Neste sábado, ela fecha o roteiro no Sul, região onde o PT enfrenta grande resistência política, com um evento entre centrais sindicais e cooperativas, em Porto Alegre.

Leia mais sobre: Dilma Rousseff  -  eleições 2010

    Leia tudo sobre: dilma rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG