Na Bahia, Sarkozy pede fim de conflitos em Gaza

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, almoçou hoje na praia com a mulher, a primeira-dama Carla Bruni, e o pai de Carla, o industrial Maurizio Remmert. Sarkozy saiu de seu bangalô e se dirigiu para uma tenda no limite entre a propriedade do Txai Resort e a Praia de Itacarezinho, visível da areia mas cercado de forte segurança.

Agência Estado |

Uma garçonete servia champanhe, e na praia seguranças advertiam banhistas para não tentarem tirar fotos do casal presidencial.

Também hoje, Sarkozy, que é presidente rotativo da União Européia (UE), divulgou comunicado na Europa pedindo a "interrupção imediata dos lançamentos de foguetes contra Israel e dos bombardeios israelenses sobre Gaza" e condenando as provocações irresponsáveis que conduziram a essa situação", assim como o "uso desproporcional da força".

"Não há uma solução militar em Gaza", escreveu Sarkozy no comunicado, pedindo uma "trégua duradoura" na região. Mais de 200 pessoas morreram hoje em bombardeio realizado pelo Exército de Israel contra diversas unidades de segurança do grupo islâmico Hamas na Faixa de Gaza.

Réveillon - Integrantes do corpo diplomático francês chegaram hoje a Itacarezinho, na Bahia, e há um rumor de que Sarkozy e Carla Bruni poderiam esticar sua permanência na região e ficar até o réveillon, mas a situação na Europa leva a pensar que isso não será possível. Sarkozy e a primeira-dama estão protegidos por terra e mar.

Em solo, policiais federais e militares patrulham a área e impedem a aproximação da imprensa num raio de mais de 500 metros. Na água, uma corveta da Marinha do Brasil fica de prontidão dia e noite, e botes velozes com soldados não deixam pescadores nem veranistas se aproximarem pelo mar.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG