MySpace já expulsou 90 mil criminosos sexuais

O MySpace revelou, nesta terça-feira, que já expulsou 90 mil criminosos sexuais de sua popular rede de relacionamentos na Web.

AFP |

Os procuradores-gerais (secretários de Justiça) de vários estados americanos informaram que uma ordem obriga a News Corp, proprietária do MySpace, a lhes comunicar os casos de delinqüentes sexuais presentes na rede social.

O secretário de Justiça de Connecticut (leste dos EUA), Richard Blumenthal, disse que seu gabinete espera resposta similar a uma ordem enviada ao concorrente do MySpace, o também popular Facebook.

Há dois anos, o MySpace começou a utilizar programas especializados na detecção de usuários com condenações por crimes sexuais e os eliminou de seu portal.

"O MySpace se orgulha de sua posição de liderança e espera que o Facebook proporcione a seus usuários as mesmas proteções", declarou a empresa, em uma nota.

Segundo o MySpace, todos os anos, seu número de usuários aumenta em 10%, enquanto que o número de predadores sexuais que tentam criar uma conta caiu 36%.

A lei americana determina que os criminosos sexuais condenados tenham de registram seus nomes, endereços e tatuagens, assim como outros sinais de identificação, em bases de dados criadas legalmente para esse propósito.

O MySpace usa a tecnologia Sentinel para controlar se algum dos 600.000 pervertidos sexuais registrados nos EUA está tentando usar seu portal na Internet.

gc/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG