Mutirão em SP atende população para prevenir e tratar herpes labial

Mais de 30 cirurgiões dentistas homeopatas vão atender gratuitamente a população em São Paulo no dia 17 em ação de prevenção, diagnóstico e tratamento do herpes labial, infecção causada pelo Herpes simplex virus que, quando ativado, apresenta coceira, ardência, lesões e bolhas na região da pele afetada. A doença nem sempre se manifesta imediatamente após a contaminação, e uma pessoa pode passar longos períodos sem apresentar sintomas.

Agência Estado |

Quando aparece, a duração do herpes é de cerca de 5 a 10 dias.

A ação em São Paulo, organizada pela Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas Homeopatas com apoio da Associação Paulista de Homeopatia, garante tratamento continuado por 180 dias, com distribuição gratuita de medicamentos em farmácias credenciadas. Os atendimentos no dia 17 começam às 6h30 na rua Doutor Diogo de Faria, 66 (Vila Mariana).

Durante um surto de herpes, é importante começar o tratamento logo em seus primeiros sintomas (coceira e ardência), para que seja de menor intensidade e duração. Evitar furar as bolhas, beijar ou falar muito próximo de outras pessoas (no caso de herpes labial) também são formas de diminuir riscos de contaminação.

A virose pode ser transmitida para outros locais do corpo, como mucosas oculares, bucal e genital, então é sempre recomendável lavar as mãos após manipular as feridas. O tratamento do herpes deve ser orientado por um cirurgião dentista, segundo a assessoria da associação que está organizando o mutirão.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG