Músicos paralisados pelo frio durante a posse de Obama

Os instrumentos de música clássica e o frio não combinam muito bem. E foi isso o que aconteceu com o famoso quarteto que tocou na solenidade de posse do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em meio a temperaturas glaciais de terça-feira em Washington.

AFP |

Segundo os organizadores da festa de posse, os que assistiram à apresentação de um quarteto de músicos no evento não ouviu amplificada a música que tocaram ao vivo, e sim uma gravação.

O violoncelista Yo-Yo Ma, o violinista Itzhak Perlman, a pianista Gabriela Montero e o clarinetista Anthony McGill haviam gravado no domingo a peça Air and Simple Gifts, de John Williams, que foi executada por eles na posse, mas sem microfones.

O frio torna mais provável que as cordas de instrumentos musicais estourem durante a execução. Assim, apenas Barack Obama e um grupo de personalidades que estavam perto dele puderam ouvir ao vivo o quarteto durante a cerimônia de juramento.

Por segurança, os organizadores e os músicos decidiram difundir a gravação nos alto-falantes, pelo que as centenas de milhares de pessoas na gigantesca esplanada do Mall ficaram com a versão gravada pelos mesmos músicos do trecho da partitura do século 19.

"Fazia menos de 7 graus... era impossível para os instrumentos continuarem bem afiados", confiou à AFP Carole Florman, porta-voz do comitê de organização das cerimônias.

O violoncelo de Yo Yo Ma ou o violino de Itzhak Perlman têm entre 300 e 400 anos.

"São músicos profissionais, honrados de estarem presentes, querendo a melhor produção musical possível" - foi por isso que "tocaram realmente, mas sem microfone", contou.

kdz/cha/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG