Nova York, 18 nov (EFE) - O Museu Metropolitano de Arte de Nova York inaugurou hoje a exposição Arte e amor na Itália renascentista, que reúne mais de 150 objetos dedicados ao amor e ao romantismo.

A mostra, que será encerrada em 16 de fevereiro de 2009, oferece uma visão única do romantismo desde a obra de alguns dos artistas mais importantes do Renascimento italiano, como Sandro Botticelli (1445-1510), Tiziano (por volta de 1485-1576) ou Lorenzo Lotto (1480-1556).

Trata-se de uma coleção de suntuosas obras de arte elaboradas entre os anos 1400 e 1550 para celebrar os momentos-chave nas vidas dos homens e mulheres do Renascimento na Itália, como o casamento ou o nascimento dos filhos.

A exposição inclui peças de cerâmica e joalheria, além de retratos de casais e pinturas que exaltam a sensualidade do amor e a fertilidade, muitas delas dedicadas à deusa Vênus, como a obra "Vênus e Cupido", propriedade do museu, criada por Lorenzo Lotto.

Também fazem parte da exposição algumas das mais estranhas e importantes peças renascentistas, desenhos, gravuras, cofres e outros artigos que eram dados como presente aos recém-casados. EFE atc/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.