Museu britânico substitui foto polêmica de Brooke Shields nua

LONDRES ¿ O museu britânico Tate Modern substituiu uma polêmica foto da atriz Brooke Shields nua na exposição Pop Life: Art in a Material World. A imagem, registrada por Richard Prince quando a estrela do filme Lagoa Azul tinha apenas 10 anos, foi trocada ontem por outra, clicada pelo mesmo fotógrafo em 2005, agora com Shields trajando um biquíni.

Redação com agências |

No início do mês, o museu havia fechado a sala onde a foto estava exposta após oficiais da Unidade de Publicações Obscenas da polícia visitarem o local. A reação do público e da imprensa local foi intensa, chegando a afirmar que o material poderia fazer apologia à pedofilia. "(A provocação) atinge o limite da pornografia. Certamente não é arte", declarou ao jornal Daily Telegraph Michaele Elliott, fundadora da Kidscape, entidade defendora dos direitos infantisn.

Reprodução

A nova imagem Brooke Shields, ""Spiritual America IV 2005", exposta no Tate Modern

Em um comunicado, a Tate Modern afirmou que a alteração foi realizada com a "consulta do artista". Ambas as imagens fazem de uma mesma série produzida por Prince, chamada "Spiritual America". Mesmo com a substituição da foto, ainda estão expostos trabalhos de outros artitas que contém cenas de sexo explícito. Graças à atenção que a mostra ganhou na mídia, todas as projeções são acompanhadas por um funcionário do museu.

A exposição "Pop Life" fica em cartaz até 17 de janeiro de 2010 e tem sido promovida como uma "releitura de alguns dos maiores legados da arte pop". Entre as obras selecionadas está o impresso "Made in Heaven", que Jeff Koons apresentou na Bienal de Viena de 1990 para imortalizar sua união com a ex-atriz pornô e ex-deputada italiana Cicciolina, e trabalhos de artistas renomados como Damien Hirst, Martin Kippenberger e Takashi Murakami.

Leia mais sobre: Brooke Shields

    Leia tudo sobre: brooke shields

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG