Murdoch afirma que futuro dos jornais será digital

NOVA YORK ¿ Rupert Murdoch, o presidente da News Corp., declarou nesta quinta-feira que o futuro dos jornais será digital, e deu um prazo de 10 a 15 anos para que os leitores entrem completamente na era eletrônica.

AFP |

Em entrevista ao canal de TV Fox Business Network, Murdoch, 78 anos, disse que os jornais estão passando por uma grave crise, e terão que começar a cobrar por suas edições on-line se quiserem sobreviver.

"Em vez de ser impresso, o jornal do futuro será lido em uma tela, atualizada a cada uma ou duas horas", antecipou. "Tudo é possível. Algumas das melhores companhias eletrônicas do mundo estão trabalhando duramente neste projeto", prosseguiu.

"Este novo jornal eletrônico deverá estar pronto dentro de dois ou três anos, mas levará 10 ou 15 anos para que o público se acostume a ele", afirmou Murdoch.

O presidente da News Corp. também anunciou medidas para cobrar as edições internet dos jornais. "O leitor terá que pagar para ter acesso a seu jornal favorito", declarou.

A News Corp. é proprietária dos jornais americanos Wall Street Journal e New York Post, os jornais ingleses Times e Sun, e o The Australian, entre outros.

    Leia tudo sobre: imprensa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG