A prefeitura municipal de Ivinhema, cidade localizada a 345 quilômetros de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, anunciou que demitiu dois médicos que teriam trocado socos durante um trabalho de parto no hospital municipal da cidade. Segundo a prefeitura, a suposta briga e o atraso na cesariana teriam causado a morte do bebê na terça-feira.

A Delegacia de Polícia da Comarca de Ivinhema está investigando o caso e a responsabilidade dos médicos no caso.

A prefeitura destacou que colocou uma psicóloga à disposição da mãe da criança morta, Gislaine de Matos Rodrigues Santana.

No comunicado, a administração municipal diz que informou oficialmente o Conselho Regional de Medicina do Estado (CRM) e instaurou auditoria médica municipal do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leia mmais sobre: médicos - parto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.