Mundo do cinema faz homenagem a Dino Risi em Roma

ROMA ¿ O cineasta italiano Dino Risi, um dos grandes mestres da comédia italiana dos anos 1950 e 1960, que morreu no sábado aos 91 anos, foi homenageado hoje por parentes e colegas de profissão em uma cerimônia laica realizada na Casa do Cinema de Roma.

EFE |

A cerimônia começou com a execução ao piano, por Armando Trovajoli, de um trecho da trilha sonora de "Perfume de mulher", filme indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 1975.

A homenagem terminou com as palavras de Marco, um dos dois filhos de Risi e que também é diretor, que destacou não ter certeza se seu pai se sentiria confortável com tantos "discursos cheios de emoção", caso estivesse presente.

"Com certeza diria: Se eu estivesse na casa de vocês, eu iria para a minha. Obrigado a todos", acrescentou Marco Risi.

Compareceram à cerimônia os diretores italianos Ettore Scola, Mario Monicelli, Paolo Sorrentino e Paolo Virzi; o roteirista Vicenzo Cerami; e os atores Sergio Catellito, Paolo Villaggio, Valerio Mastandrea e Ornella Muti.

"Aquele que sabe viver" (1962) é certamente um dos filmes mais famosos de Risi, considerado por muitos como um marco do cinema italiano e protagonizado por seu ator preferido, Vittorio Gassman, ao qual se unem títulos como "I mostri" (1963) e "Poveri ma belli" (1956).

    Leia tudo sobre: cinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG