Munch, Léger e Giacometti batem recordes em leilão em Nova York

Pinturas do norueguês Edvard Munch e do cubista francês Fernand Léger bateram recordes, nesta quarta-feira, em um leilão de arte impressionista e moderna na Sothebys, em Nova York, que incluiu telas de Pablo Picasso e de Henri Matisse.

AFP |

O "Etude pour la femme en bleu", de Léger, foi vendido por 39,2 milhões de dólares, enquanto que "Girls on a bridge", uma das telas mais conhecidas de Munch, segundo a casa de leilões, alcançou 30,8 milhões.

O suíço Alberto Giacometti também registrou um recorde, com a venda de "Retrato de Carolina", por 14,6 milhões de dólares.

jah/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG