Múmia de Dama da Máscara é encontrada em zona urbana de Lima

Arqueólogos peruanos descobriram os restos mortais intactos de uma mulher com uma máscara e de uma criança sacrificada da cultura Wari, com 1.300 anos de idade, durante a escavação de um sítio arqueológico localizado na zona urbana da capital Lima.

AFP |

"É um túmulo múltiplo na qual foram encontrados intactos três corpos. Um tem uma máscara impressionante com características humanas de uma mulher", disse à AFP a arqueóloga Isabel Flores, que coordena os trabalhos em huaca Pucllana, uma zona cetral do distrito de Miraflores.

A pesquisadora explicou que os membros desta cultura colocavam uma máscara na parte dianteira do crânio como ritual toda vez que uma personagem nobre feminina era enterrada.

"É uma mulher porque ao seu redor encontramos oferendas e peças têxteis, como um tear", relatou Flores, indicando que é normal que nos enterros se encontrem também restos de crianças, porque estas eram sacrificadas como oferenda para acompanhar os adultos.

"A Dama da Máscara", como está sendo chamada, é a primeira tumba wari intacta localizada em huaca Pucllana, em Lima.

"É uma descoberta importante, encontramos em vários anos tumbas saqueadas, mas nunca intactas como esta", comemorou a arqueóloga.

Também foram encontrados restos de cerâmica e tecidos.

Os Wari enterravam seus mortos dentro de fardos confeccionados com fibra vegetal, que recheavam com folhas para proteger o corpo, e os adornavam às vezes com máscaras funerárias.

A cultura pré-Inca Wari floresceu entre os anos 700 e 1000 d.C no departamento sul-andino de Ayacucho, e se estendeu até a costa central, chegando aos departamentos de Lima e Ica, e Cajamarca no norte.

bur/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG