Multa a ônibus por direção perigosa cresce 25% em SP

No primeiro semestre deste ano, a média diária de multas aplicadas a motoristas de ônibus na capital paulista por dirigir sem respeitar as regras de segurança cresceu 25% em relação à média do ano passado. O levantamento foi feito pela reportagem com base nos dados de fiscalização fornecidos pela São Paulo Transporte S/A (SPTrans).

Agência Estado |

"É um sinal de que há mais gente transgredindo a lei", disse Saad Mazloum, promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social da capital. Ele é o criador do "Blog do Ônibus", que recebe denúncias de usuários do transporte público. Com base nos depoimentos de passageiros, Mazloum diz não ter dúvidas de que a situação piorou. "E, por isso, deve ser tratada com mais rigor pela Prefeitura."

No primeiro semestre, a SPTrans aplicou 52.841 multas a motoristas e empresas de ônibus. Desse total, 9% foram autuações por "direção perigosa". Em 2008, com 105 mil multas, o porcentual de infrações relacionadas a segurança representava 7,5%. A média diária passou de 21 para 26 autuações do tipo. A maioria das infrações fiscalizadas se refere a intervalo excessivo da linha e desrespeito ao embarque e desembarque. A SPTrans não comentou os dados.

Para o presidente do sindicato dos motoristas de ônibus de São Paulo, Jorge Issao, o porcentual de multas por direção perigosa "é coisa pouca" e não significa que os condutores coloquem em risco a segurança. Ele contesta as multas aplicadas pela SPTrans e diz que os 700 fiscais não são preparados para atuar. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG