Mulheres na fase menstrual reconhecem melhor a raiva, diz pesquisa

Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP) mostra que homens e mulheres avaliam as emoções de forma diferente, a partir do reconhecimento de expressões faciais, de acordo com informações da http://www.usp.

Agência Estado |

br/agen/UOLnoticia.php?nome=noticia&codntc=22204" target=_blank Agência USP . No estudo, as mulheres na fase menstrual - com estrogênio e a progesterona em baixa - reconheceram raiva e tristeza com mais exatidão do que as mulheres em outras fases e do que os homens.

Segundo o psiquiatra Vinicius Guandalini Guapo, os hormônios sexuais e o ciclo menstrual podem estar associados à percepção diferenciada entre os sexos. A habilidade de 38 voluntários, 8 homens e 30 mulheres, foram avaliadas no reconhecimento da raiva, medo, tristeza, asco, alegria e surpresa. Os resultados foram relacionados com a fase do ciclo menstrual das mulheres e com os níveis dos hormônios sexuais de todos os voluntários.

A capacidade das mulheres em reconhecer melhor raiva e tristeza na fase menstrual está relacionada ao nível baixo de estrogênio. “Estudos em animais e pesquisas em humanos já mostraram que o estrogênio se relaciona com a serotonina, um grande modulador de processamento de emoção. Esse é provavelmente o motivo pelo qual mulheres com queda abrupta de estrogênio têm maior risco de episódios depressivos e de ansiedade”, descreve Guapo.

Ambigüidade

Segundo o psiquiatra, a identificação dessas mudanças podem ajudar no diagnóstico e tratamento de distúrbios psíquicos, como ansiedade e depressão. O pesquisador destaca também que a emoção “surpresa”, foi mais difícil de ser avaliada, pois se trata de uma expressão facial ambígua, pode ser surpresa negativa e positiva. “As mulheres da fase luteal (dias 21 a 23 do ciclo menstrual) reconheceram melhor a surpresa. As outras emoções avaliadas não apresentaram resultados significantes”, diz.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG