Mulher tem morte declarada dois dias antes de morrer em hospital do Rio de Janeiro

Dois dias antes de morrer, a aposentada Maria José de Melo, de 84 anos, já havia sido declarada morta por uma médica do Hospital Miguel Couto, na zona sul do Rio de Janeiro. A informação é da Secretaria municipal de Saúde. Maria José morreu no dia 16 de agosto.

Redação |

A assessoria de comunicação do Hospital Miguel Couto afirma que a paciente deu entrada na unidade de saúde no dia 8 de agosto, em estado grave, com alteração do nível de consciência, insuficiência respiratória aguda e insuficiência renal crônica. Teria ficado internada desde então e recebido acompanhamento e medicação necessários.

Ao tomar conhecimento do fato, a Secretaria municipal de Saúde do Rio de Janeiro afirma que afastou a profissional que declarou a morte da paciente e abriu sindicância para apurar o ocorrido e tomar as medidas cabíveis. Também teria encaminhado documento sobre a situação para a Comissão de Ética Médica.

Leia mais sobre: saúde

    Leia tudo sobre: aposentadoriamorterio de janeirosaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG