Mulher é suspeita de mandar matar genro após briga em São Paulo

SÃO PAULO - T.J.C.C, de 53 anos, é suspeita de ter mandado matar o marido de sua filha após uma discussão ocorrida no último sábado, dia 3. O corpo da vítima foi encontrado por policiais militares na madrugada de segunda-feira dentro de uma carroça que era puxada por dois homens, no Jaguaré, zona oeste da capital.

Redação |

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, policiais militares faziam patrulhamento pela avenida Engenheiro Billings, quando perceberam que os homens demonstraram inquietação e tentaram fugir ao avistar a polícia. Diante da atitude suspeita, eles foram abordados.

Na carroça, os policiais encontraram o corpo do homem enrolado em um tapete. Os policiais plantonistas descobriram a identidade da vítima e localizaram um boletim de ocorrência contra ele, que havia sido feito por sua sogra, T.

Chamada a depor, T. chegou à delegacia acompanhada da filha, que, segundo a polícia, ao ser ouvida, disse que sua mãe era a "autora intelectual"  do assassinato.

A mulher e o pintor U.O.A, de 34 anos, foram presos em flagrante por duplo homicídio e o funileiro A.L.N., de 19 anos, por ocultação de cadáver.

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: genromorteviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG