Mulher é morta em abrigo para vítimas da chuva em Alagoas

Marido é suspeito pelo crime. Famílias de desabrigados que dividiam o abrigo com o casal disseram que eles costumavam brigar

AE |

selo

Uma briga de casal acabou em tragédia dentro de um alojamento para pessoas desabrigadas pelas enchentes em Alagoas. Paulo Barbosa, de 45 anos, é acusado de matar a mulher a facadas dentro da Escola Municipal Pompeu Sarmento, que funciona como abrigo das vítimas das chuvas em Rio Largo, na região metropolitana de Maceió.

A vítima, identificada apenas como Silvânia, de 35 anos, ainda teria sido levada ao Hospital Ib Gatto Falcão, em Rio Largo, mas já chegou morta ao local. O casal tem três filhas, sendo uma de 10 anos, uma de oito e uma de seis.

Famílias de desabrigados que dividiam o abrigo com o casal disseram que eles costumavam brigar, mas que, no domingo, não haviam percebido nenhum mal estar entre eles. Paulo Barbosa teria passado o dia bebendo e, ao chegar à escola, foi diretamente onde Silvânia estava e a acertou com a faca. Após atacar a esposa, o homem fugiu e, até o final da tarde desta segunda-feira, ainda não tinha sido capturado. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram localizá-lo.

    Leia tudo sobre: chuvamortealagoas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG