CURITIBA - A dona-de-casa Sônia Maria Zeni Prosdócimo, de 61 anos, foi condenada, nesta terça-feira, a 27 anos de prisão por matar, em 2005, os próprios pais em Curitiba, capital do Paraná.

Acordo Ortográfico

As vítimas, Arnaldo Zeni, de 86 anos, e Odette Zeni, de 78, foram mortas por Sônia e Márcio Zeni, filho da condenada, neto das vítimas.

De acordo com informações da Justiça, os dois chegaram à casa do casal e os atacaram enquanto ainda dormiam. O primeiro alvo foi Arnaldo, que foi sufocado por um par de meias.

Assustada com os movimentos do marido, Odette teria pedido para que parassem, mas também foi sufocada.

De acordo com a promotoria, o casal ainda teria sofrido choques elétricos com um transformador de 220V para simular uma morte natural, causada por ataque cardíaco.

Mãe e filho foram presos em flagrante pelo crime. Sônia está presa desde então, porém Márcio morreu em 31 de dezembro de 2005 por problemas no pulmão, segundo a Justiça, ligado à obesidade da rapaz.   

**Com informações da Gazeta do Povo**

Leia mais sobre: assassinatos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.