Los Angeles (EUA) - Uma funcionária de uma administradora de Los Angeles foi acusada nesta segunda-feira de malversação de mais de US$ 700 mil de seus clientes, entre eles o ator recentemente falecido Charlton Heston, segundo a imprensa local.

A mulher, identificada como Sharon Walker, de 56 anos, se dedicou a falsificar as assinaturas de seus clientes para usar o dinheiro para pagar as contas de seus cartões de crédito e enfrenta duas acusações de roubo em grande escala que poderiam custar 11 anos de prisão.

Entre as vítimas de Walker se encontravam Charlton Heston e sua esposa, de quem a gerente roubou supostamente US$ 50 mil, assim como o produtor e roteirista vencedor de um Emmy Stephen Cannell.

Heston, que ganhou um Oscar por sua interpretação em "Ben-Hur", morreu no dia 6 de abril após anos de luta contra o mal de Alzheimer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.