Uma operação policial prendeu sete pessoas na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio. Todos são acusados por tráfico de drogas mesmo após a ocupação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), em fevereiro.

Umas das detidas foi a ex-presidente da associação de moradores Denair Martins Gonçalves da Silva, de 68 anos, mãe do traficante José Gonçalves Leite, o Sam, preso em Bangu 3.

"Ela exercia a liderança comunitária pelo medo e repassava as ordens do filho", disse o delegado da 32ª Delegacia de Polícia, João Luiz Garcia de Almeida e Costa.

O Ministério Público do Estado obteve 38 mandados de prisão preventiva. Quinze acusados já estavam presos e os outros continuam foragidos. A polícia apreendeu na operação três revólveres, dois computadores, oito celulares, 39 trouxinhas de maconha, 1,5 quilos de cocaína e 174 papelotes da droga.

Apesar de a Secretaria de Segurança Pública afirmar que as armas foram banidas da Cidade de Deus, três adolescentes de 13, 15 e 17 anos foram encontrados mortos a tiros na favela no domingo. "Não temos pistas sobre este caso, mas eles não tinham passagem pela polícia", disse o delegado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.