Mulher acusada de vender a filha responderá processo em liberdade, diz polícia

Porto Alegre ¿ A mulher acusada de vender sua filha recém-nascida nesta quinta-feira (10) já foi identificada e ouvida pela polícia. Após prestar esclarecimentos na Delegacia da Criança de do Adolescente do Rio Grande do Sul, ela foi solta e deve responder em liberdade pelo crime previsto no Artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê pena de um a quatro anos de prisão pela promessa ou entrega de um filho em troca de dinheiro.

Nina Lopes |

Nesta quinta-feira, o Conselho Tutelar recebeu uma denúncia contra uma mulher que teria tentado vender a filha em Porto Alegre. De acordo com a denúncia, a mãe da criança, que é moradora de rua, teria pedido R$5 à uma senhora para pagar uma dívida em que a filha havia ficado como garantia de pagamento.

Segundo a polícia, a senhora teria dado o dinheiro à mulher, que voltou com a filha para pedir mais R$15. A senhora, vendo a situação as péssimas condições da mãe e da criança, deu mais dinheiro para ela, e depois denunciou o caso para o Conselho Tutelar, afirma um policial da Delegacia da Criança de do Adolescente do Rio Grande do Sul.

O Conselho recolheu a criança, que agora está num abrigo para menores. A mãe foi ouvida pela polícia, mas como estava muito nervosa não conseguiu esclarecer a razão da dívida de R$5, declara o policial.

Após ser ouvida, a mulher foi liberada e responderá ao processo em liberdade. A polícia pretende investigar se a dívida está relacionada com o uso de drogas por parte da mãe.

    Leia tudo sobre: mãe vende filha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG