O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse hoje que, na avaliação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de todo o governo, a crise envolvendo o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AL), está em fase de superação. Segundo Múcio, a avaliação sobre a situação do Senado e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras foi feita rapidamente no início da reunião ministerial de hoje pelo titular da Secretaria de Comunicação, Franklin Martins.

"A CPI da Petrobras terá de ser instalada. Temos de respeitar a vontade do Senado e o governo sempre trabalhou assim", disse Múcio.

Questionado se a decisão de Sarney de cancelar os chamados atos secretos melhora a relação do Senado com o Executivo, Múcio respondeu que a relação sempre foi boa. "Entendemos que o Senado vai superar esse momento de dificuldade e os próprios senadores querem isso", afirmou. Segundo Múcio, Franklin Martins destacou, em sua exposição, que as relações do Executivo com a Câmara e o Senado devem respeitar a independência das Casas.

Três dos 35 ministros presentes reunião ministerial de hoje na Granja do Torto, em Brasília, estão sendo representados por interinos: Nelson Jobim (Defesa) e Fernando Haddad (Educação) estão em Paris, na França, e Celso Amorim (Relações Exteriores), em Portugal. Porém, os ministros de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e da Cultura, Juca Ferreira, ficaram de fora. O ministro de Ciência e Tecnologia não participa do encontro porque está em Manaus, para a 61ª edição da reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que debate o papel da ciência para o desenvolvimento da Amazônia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.