Múcio: Lula não fará campanha onde base enfrenta base

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou, durante a reunião do grupo que integra a coordenação política, que é melhor não participar da campanha eleitoral no segundo turno das eleições municipais em cidades onde a disputa será entre dois candidatos que integram a base política do governo. A informação é do ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, que fez um relato sobre o encontro.

Agência Estado |

Segundo Múcio, essa disputa de base contra base ocorrerá no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, em Salvador e em Manaus.

José Múcio avaliou que o tempo do presidente para participar de campanha eleitoral no segundo turno é muito curto. De acordo com o ministro, poucos municípios terão a presença física de Lula no segundo turno. Certamente, informou, o presidente deve participar de campanha em São Bernardo do Campo e São Paulo. Múcio não quis dar detalhes sobre a capital paulista, mas afirmou que "não há previsão de nada para este fim de semana".

O ministro disse ainda que embora o resultado numérico da eleição tenha saído rapidamente, "os defeitos, os estragos ocorridos demoram pelo menos uma semana para aparecer". Ele reconheceu que muitas das alianças políticas são estranhas e que, por isso, é preciso avaliar bem cada caso para que não haja reflexos das eleições municipais nas votações do Congresso. Ainda hoje, conforme o ministro, Lula poderá ter uma posição sobre a sua postura na campanha do segundo turno.

Segundo José Múcio, dois terços da reunião da coordenação foram utilizados para uma avaliação política de onde havia problemas para o segundo turno. A primeira parte foi destinada a um relato do presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, sobre a crise financeira mundial e seus reflexos no Brasil. A reunião ainda contou com a participação dos ministros das Comunicações, Hélio Costa, da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, e dos Transportes, Alfredo Nascimento, que apresentaram problemas locais de suas bases políticas - Belo Horizonte, Salvador e Manaus.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG