O ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, afirmou que o governo tem consciência de que precisa reduzir o número de Medidas Provisórias (MPs) que edita. A providência é reivindicada pelos presidentes do Senado e da Câmara, respectivamente senador José Sarney (PMDB-AP) e deputado Michel Temer (PMDB-SP).

"A redução das MPs é uma necessidade", declarou Múcio, destacando que Sarney e Temer estudarão possíveis mudanças no rito de tramitação das medidas provisórias e apresentarão propostas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para tentar chegar a um consenso. Múcio disse que a eleição de dois peemedebistas para as presidências da Câmara e do Senado não aumentou o apetite do PMDB por cargos e que a situação de ocupação dos espaços no governo está pacificada.

"Os cargos estão todos preenchidos. Nós contamos com o apoio de todos", afirmou. O ministro evitou comentários sobre o que a Câmara dos Deputados deverá fazer em relação ao corregedor da Casa, Edmar Moreira, acusado de omitir um castelo em sua declaração de renda. Segundo Múcio, o governo não pode interferir nos assuntos exclusivos do Legislativo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.