Múcio: governo pode desbloquear R$ 1,7 bi para Saúde

O ministro de Relações Institucionais, José Múcio, informou hoje que o governo pode desbloquear cerca de R$ 1,7 bilhão de recursos previstos no orçamento deste ano para a área da Saúde. Esse total inclui R$ 300 milhões para atender emendas individuais de parlamentares voltadas para a Saúde.

Agência Estado |

A autorização para a liberação dos recursos foi dada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva à equipe econômica.

A decisão do presidente de incrementar o orçamento do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, foi tomada hoje em reunião da Junta de Execução Orçamentária no Palácio do Planalto. Além de Múcio, participaram do encontro os ministros Temporão, Paulo Bernardo (Planejamento) e Guido Mantega (Fazenda). "O ministro Temporão falou das suas preocupações. O presidente autorizou que os ministros Paulo Bernardo e Guido Mantega conversassem para ver o que podiam fazer nesse final de ano", relatou Múcio. "Temporão precisa de muito (recurso). A CPMF está fazendo falta", completou.

O ministro Múcio confirmou que a equipe econômica trabalha com a meta de crescimento de Produto Interno Bruto (PIB) em torno de 4% no próximo ano e descartou a possibilidade de o governo atender propostas de aumento de salários de aposentados e pensionistas defendidas por parlamentares como o senador Paulo Paim (PT-RS). "Tem números que todos sabem que não podem ser cumpridos. Acredito que até o senador Paim saiba. Evidentemente, ele tem seu público, mas quem paga a conta somos nós", disse o ministro, em entrevista após a reunião da Junta Orçamentária no Palácio do Planalto.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG