Servidores do Ibama são presos por desviar madeira apreendida em MT

Dupla era investigada por cobrar R$ 20 mil para desviar carga de madeira pelo órgão no município de Cláudia

AE |

selo

Dois servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foram presos em flagrante, na noite da última terça-feira, no município de Cláudia, no Mato Grosso. De acordo com a Polícia Federal, a dupla estava sendo investigada por cobrar R$ 20 mil para desviar parte de material apreendido pelo órgão. 

Leia também: Carretas com madeira ilegal são apreendidas em Mato Grosso

De acordo com a Polícia Federal do Mato Grosso, os servidores do Ibama foram denunciados pelo próprio órgão ambiental. A denúncia afirmava que os homens estavam cobrando a quantia de R$ 20 mil para que parte de uma carga de madeiras apreendidas fosse desviada por uma madeireira da região. 

Em razão da denúncia, agentes da polícia instalaram uma câmera dentro do Gabinete do Prefeito do município e flagraram os dois servidores no momento em que solicitavam a quantia do vice-prefeito.

Os Policiais Federais os prenderam em flagrante conduzindo-os até a Delegacia de Polícia Federal de Sinop (MT), onde, após serem ouvidos, foram encaminhados ao Presídio Ferrugem, localizado a 15 quilômetros da área urbana do Mato Grosso.

    Leia tudo sobre: madeiraibamapropina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG