MST protesta contra fim de escolas itinerantes no RS

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) promoveu hoje uma série de protestos contra o fechamento das escolas itinerantes no Rio Grande do Sul. Grupos formados por dezenas de sem-terra ficaram algumas horas diante das sedes da Secretaria da Educação e do Ministério Público Estadual em Porto Alegre e da Coordenadoria Regional de Educação de Palmeira das Missões exibindo faixas e cartazes que pediam a volta dos educadores aos acampamentos do interior do Estado.

Agência Estado |

No início do ano passado, por acordo com o Ministério Público, o governo do Estado suspendeu o repasse às chamadas escolas itinerantes e orientou os sem-terra a matricularem seus filhos em educandários públicos. O MST alega que a falta de transporte dos acampamentos e assentamos para escolas urbanas está prejudicando a aprendizagem de pelo menos 600 filhos de sem-terra em todo o Estado.

A Secretaria da Educação pediu que o movimento apresente um levantamento da situação para posterior discussão de soluções para os problemas que forem apontados, mas não acenou com a retomada do sistema defendido pelos sem-terra.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG