MST ocupa três áreas em Pernambuco

O Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) ocupou três áreas na madrugada de hoje em Pernambuco, dentro da Jornada Nacional de Luta pela Reforma Agrária, que se estende até o dia 17. De acordo com o movimento, 960 pessoas foram mobilizadas nas ações - 800 ocuparam a Fazenda Baixa Grande, no município sertanejo de São José do Belmonte; 100 participaram da ocupação da Fazenda Ipanema, em Pesqueira, no agreste, e outras 60 reocuparam, pela terceira vez, o Engenho Xixaim, no município metropolitano de Moreno.

Agência Estado |

As duas primeiras áreas estão abandonadas, segundo a direção estadual do MST. A terceira é considerada de conflito e envolve questão ambiental. O movimento denuncia a plantação de cana-de-açúcar na beira do Rio Duas Unas, que integra o sistema Tapacurá, um dos responsáveis pelo abastecimento do Grande Recife. O movimento reivindica a área diante de supostas irregularidades em área de preservação permanente. O MST já havia realizado cinco ocupações anteriores, totalizando oito desde o início do ano. Ele responde por 13,5 mil acampados e 12,5 mil assentados (números do movimento) em todo o estado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG