MST ocupa fazenda na região de Ribeirão Preto-SP

Um grupo de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) ocupou hoje uma área da Fazenda Martinópolis, localizada entre os municípios paulistas de Serrana e Serra Azul, na região de Ribeirão Preto. Segundo o diretor-regional do MST, José Ferreira, cerca de cem famílias (200 pessoas) estariam no local, mas a Polícia Civil de Serrana informou que aproximadamente 50 pessoas teriam feito a ocupação.

Agência Estado |

Um funcionário da fazenda chegou a ficar retido pelos sem-terra, em cárcere privado, durante cerca de uma hora e meia.

"Queremos a reforma agrária nessa área", afirmou Ferreira. Segundo ele, os sem-terra são do Acampamento Alexandra Kolontai, de Serra Azul, que existe há cerca de seis meses. A ocupação marca o protesto do MST no Dia do Trabalho. O movimento alega que a propriedade foi arrematada pelo governo estadual por adjudicação fiscal (dívidas dos antigos proprietários) entre 1991 e 2002, mas que a área não foi destinada à reforma agrária e ainda é usada para o plantio de cana-de-açúcar. Na terça-feira, a Polícia Militar (PM) já tinha retirado cerca de 20 pessoas de outra ocupação na mesma propriedade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG