MST invade dois prédios públicos em RS e Brasília

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiu nesta quarta-feira dois prédios públicos em Porto Alegre (RS). Cerca de 300 integrantes do movimento tomaram o pátio da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (Seappa) e começaram a montar barracas de lona preta.

Agência Estado |

Os servidores não puderam entrar no prédio, que foi cercado. O governo estadual informou que vai dar entrada na Justiça a uma ação de reintegração de posse.

O pátio da Receita Federal também foi ocupado nesta quarta pelo MST. Os invasores chegaram ao local em oito ônibus e estão impedindo o acesso dos funcionários. Na segunda-feira, o MST invadiu a Fazenda Southal, em São Gabriel.

O movimento reivindica o assentamento de mil famílias, conforme prometido em acordo feito com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no fim do ano passado, e também infra-estrutura nos assentamentos.

Brasília

O MST nacional e do entorno de Brasília e o Movimento de Apoio ao Trabalhador Rural ocuparam por volta das 5 horas de hoje o edifício-sede da Caixa Econômica Federal, em Brasília. São cerca de 300 pessoas, nos cálculos da Polícia Federal; mil manifestantes, para o MST.

Os sem-terra querem o cumprimento de acordo feito entre o Incra e a Caixa Econômica Federal para a construção de 31 mil moradias em assentamentos do MST.

No momento da invasão houve resistência por parte de um segurança, que chegou a puxar uma arma contra os invasores. Ele foi imobilizado. Os sem-terra ocupam todo o saguão do prédio, impedindo o acesso de funcionários, que aguardam do lado de fora. Os manifestantes querem uma audiência com o ministro das Cidades, Márcio Fortes, e com a presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho.

Leia também:

Leia mais sobre: MST

    Leia tudo sobre: mst

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG